terça-feira, 6 de setembro de 2011

Candongueiro



Desde que cheguei em Angola há mais de 3 anos conheci muitas pessoas diferentes. Pessoas de város países, várias profissões e o mesmo desafio: Se adaptar as dificuldades de um país em reconstrução.

Isso sem falar nas nossas próprias reconstruções diárias. O resultado disso são muitos dilemas e histórias para contar.

E foi exatamente isso que o João Fellet fez em forma de livro. Eu conheci o João na despedida do F. que escrevia o blog Casa de Luanda. O João me contou que estava indo embora também e que planejava ir até o Cairo de Candonga, rs. A Candonga era figurada, na verdade ele foi por terra.

A aventura virou o blog candongueiro que eu acompanhei dia a dia morrendo de inveja e fazendo mil planos para quando eu for embora também…

Agora o blog virou livro e apesar de ainda não ter lido, tenho certeza que é de primeira qualidade.

Fica a dica para quem quer conhecer mais de Angola e da África sem sair de casa, ou mesmo para quem quer se aventurar pelo continente mais misterioso e selvagem da terra.

6 comentários:

Sérgio Paiva disse...

Menina de Angola, como te disse em post anterior, eu tive a grata oportunidade de passar bom tempo em Angola, rodei este país, como se diz aqui no Brasil eu o virei de cabeça para baixo e sai de lá com um grande mal... uma saudade sem fim, uma saudade que me faz ficar triste quando converso com meus amigos de Uige, Luanda e todo o povo. Uma saudade que me faz suspirar relembrando tantos momentos, bons, ruins, melhores e piores mas todos inesquecíveis. Para quem já é Luso-Brasileiro, passei a ser LusoBrAngolano, cheio de amor por esta terra. Voltei inúmeras vezes e cada vez é como a primeira. De uma destas vezes eu fiz mais de 1.500 fotos que hoje circulam o mundo de varias formas diferentes. Quero te agradecer muito por me trazer sempre noticias dai.
Fica bem! Fica fixe!

Sérgio Paiva disse...

su

Menina de Angola disse...

Oi Sergio,

Como dizem por aqui, quem bebe da água do Bengo sempre volta :)

As vezes fico imaginando como vou me sentir quando for embora e sempre tenho certeza que vou sentir muitas saudades e que um dia ainda vou voltar para passear :).

um abraço

Felicia disse...

Olá Menina de Angola.

Meu marido é angolano e o conheci no Brasil, tivemos uma filha e ele teve que voltar para o pais dele em funçaõ de trabalho. Tenho varios planos de ir morar em Angola com ele e minha filha, mas as pessoas dizem uma coisa, deposi dizem outra. Não sei o que pensar. Gostaria de uma opinião de uma brasileira que mora em Angola, a sua por exemplo. Para ter uma idéia eu moro em Santa Catarina. Poderia me responder?

Obrigada.

Menina de Angola disse...

Felicia,

Me passe seu e-mail para conversarmos. mas o único conselho que posso te dar é faça as malas hoje mesmo :)

um abraço

Tatiana Lucia disse...

kkkk, ai menina de Angola... tenho que começar rindo meu comentario,só assim mesmo depois de ter lido seu recadinho pra Felicia... foi mais forte q eu. Bom descobri seu blog hj e ja gostei. To a pouco tempo aqui e ainda descobrindo, me adaptando a esse novo mundo. Beijos