segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

Lobito



Uma viagem de trabalho de última hora me tirou dos últimos dois dias de Festival, uma pena... Mas como o que não tem remédio, remediado está o jeito foi aproveitar a viagem de trabalho para conhecer outro lugar lindo desse país.

Lobito é realmente uma cidade acolhedora, com ruas amplas, arborizadas, limpas, sem trânsito e com o oceano atlântico de um lado e uma pequena baía do outro. As pessoas são muito simpáticas e acolhedoras, em nada lembra a confusão de Luanda.



Bom, por enquanto não lembra, pois em breve Lobito irá viver uma revolução. São inúmeros os investimentos na região. O porto está sendo reformado e pretende-se que seja o maior do país. Uma refinaria com investimentos superiores a 6 bilhões de dólares começará a ser construída em 2009.

O mercado imobiliário está passando por uma crise, não existem imóveis disponíveis e casinhas de 3 quartos estão sendo vendidas por 1 milhão de dólares. Os terrenos estão valendo ouro na restinga, região nobre de Lobito.



Mas enquanto o caos não chega, e espero que não chegue, a região é linda para um passeio de final de semana, são apenas 5 horas de carro ou 37 minutos de avião.

Ir para Lobito de avião é uma experiência a parte, se as pessoas acham o terminal internacional confuso, é porque não conhece o terminal doméstico,rs. Aqui a confusão começa para comprar a passagem que é emitida na hora a mão. Depois espera-se na sala de embarque um ônibus que quando chega faz com que todos que estão no terminal levantem para saber se é esse ou não o do seu vôo já que não há informações em telas eletrônicas ou sistema de som.

O vôo em sim é excelente, o avião e o serviço dentro do esperado para um vôo tão curto e a paisagem lá de cima realmente é espetacular. Mas ao chegar em Catumbela lembro de novo que estamos em Angola. Pra começar ao descer do avião não tem ônibus para nos levar e ficamos no meio da pista a espera. Depois ao chegar no terminal sou encaminhada direto para emigração enquanto os outros passageiros passam normalmente.



Me pergunto, mas como será que descobriram que eu era estrangeira? Sotaque? Eu nem abri a boca, pelo passaporte? Não ele não foi solicitado em nenhum momento...

Ah já sei, o meu bronzeado do projeto angolana 2009 ainda não está 100%. Para os fiscais do aeroporto só os branquinhos são estrangeiros os negros são todos angolanos...

Seria isso um sinal claro de preconceito ou estou vendo fantasmas onde não há? Enquanto estava aguardando na fila da emigração uma angolana morena clara foi interpelada para ir ao guiche de emigração e causou maior rebuliço, disse que não ia e queria saber por que ela tinha de ir já que ninguém mais tinha ido, exigiu a presença do gerente e só quando o superior chegou é que mostrou seu passaporte angolano...

É amiga, discriminação aqui não é só para estrangeiros, basta fugir do padrão...

6 comentários:

Anônimo disse...

tá bwe fixe a reportagem, gostei principalmente a descrição da cidade do Lobito

Henrique disse...

que inveja desse passeio!!!
Em breve pretendo tb ir ao Lobito mas farei a viagem de carro, uns 3 dias deve ser suficiente!!
Ficou mesmo desagradada com a situação no aeroporto, também não é para menos. São aquelas pequenas coisas ás quais nunca nos habituamos mas que temos de encarar isso com desportivismo!
tenha uma boa semana.

bjo

Sal Ober disse...

pudesse eu passar aí, nessa terra linda por sinal.
a discriminação lamenta-se mas a sua estada por aí, inveja-se...

um beijo

http://coresemtonsdecinza.blogspot.com

Anônimo disse...

Muito legal te ler, menina! Muito interessante este ponto de vista do outro lado do mundo.
Michel

Anônimo disse...

"Menina do Lobito"
Obrigada por descreveres tão bem a minha terra.Quantyo aos precalços da emigração devarinho muito devagarinho iremos entender que nós somos descentes de muitos povos.
Não demore muito a retornar ao Lobito que a pouco e pouco está a tornar-se numa mini Luanda (transito) no trato das gentes não.
Parabens e obrigado

Anônimo disse...

ee aqui nestas bandas dos olhos azuis tbem fasem o mesmo aos pretos,por isso nao deveria ser novidade para si.da proxima ve se contas as facatruas dos pulas feitas ai na muangole-cnt, de festas felizes!