segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

GAPA a missão



A semana passada o GAPA fez a primeira entrega de presentes de natal e a emoção foi imensa e indescritível. Esse final de semana repetimos a dose, para se ter uma idéia do que aconteceu esse final de semana multiplique por 3 tudo que foi dito semana passada.

Chegamos a igreja pentecostal onde nos aguardavam mais de 1500 crianças, ufa! Tivemos de montar uma estratégia ferrenha para dar conta de todas essas crianças e não deixar nenhuma sem presente. Como já sabíamos que haveria muito mais crianças (ano passado foram 800 apenas), separamos presentes coringa, apenas com bola, ou seja, poderia ser dado tanto para meninos como para meninas.



Pedimos para que todos os meninos e meninas saíssem da igreja por portas separadas, eles teriam de dar a volta na igreja entrar cada um por um lado distinto. Na teoria tudo é fácil mas na prática houve uma revolução pq não havia cristo que colocasse as meninas em fila, elas se amontoaram na porta no maior empurra empurra. Enquanto isso do outro lado os meninos estavam lá bonitinhos na fila, tudo bem que eles não eram tantos quanto as meninas e a fila também não era assim tão organizada, RS.

Na igreja havia 4 portas e colocamos 2 “seguranças” em cada uma, assim quem entrasse e ganhasse o presente não poderia sair e entrar na fila novamente (sim eles fazem isso). Começou a distribuição as crianças entravam bonitinhas e enquanto alguns amigos davam os presentes outros as encaminhavam para sentarem no fundo da igreja.



Tudo lindo na teoria... Até começarem a aparecer uns toquinhos de gente menor que os pacotinhos que nos dávamos. Não sei como elas conseguiam entrar, mas o fato é que elas entravam sozinhas e logo abriam o berreiro.. Judiação!!!! Lá vamos nós pegá-las no colo e tentar achar a mãe da criaturinha. Tarefa nada fácil diga-se de passagem, já que as mães estavam do lado de fora e não podiam entrar.

Quando a igreja começou a encher de novo é que os problemas realmente começaram. Quem foi que disse que crianças ficam sentadinhas no banco? Vem um vem outro e o tumulto está formado:

_ Tia eu não ganhei presente
_ Tia roubaram meu presente
_ Tia eu não ganhei carrinho
_ Tia eu perdi meu sapato
_ Tia to procurando minha irmã
_ Tia dá só água para a Bébé
_ Tia, Tia, Tia....

A tia aqui de braços e pernas abertas tentando impedir que elas passassem para a parte da frente onde as outras crianças ainda estavam entrando e ganhando seus presentes acabou o dia completamente em frangalhos...

Afê, criançada danada!



Deu um trabalhão, mas ninguém ficou sem brinquedo (as crianças que disseram não ter ganhado estavam faltando com a verdade já que só entrava uma por vez pela porta, era impossível entrar e não ganhar nada...).

Mais uma vez os amigos foram embora felizes pela tarefa cumprida e cheios de idéias para o ano que vem. A campanha do material escolar vem ai, afinal não é só de brinquedos que se fazem crianças felizes...

Cabe aqui um agradecimento especial a todos que contribuíram financeiramente para que pudéssemos alcançar a nossa meta e não deixar nenhuma criança da comunidade Golf II sem brinquedo.

OBRIGADA!

3 comentários:

Sal Ober disse...

que regosijo.
que alegria!!!
muito bom trabalho esse... esmagador.

saudações

http://coresemtonsdecinza.blogspot.com

Anônimo disse...

Parabens para ter participado nessa acao que era dificil controlar. Com certeza voce colocou um pouco de luz no coracao dessas criancas.
Michel

Anônimo disse...

Já agora qual a religião nessa igreja?