sexta-feira, 27 de junho de 2008

Carteira de Motorista

A carteira de motorista brasileira é válida em Angola, mas o seu prazo de validade é discutível. Alguns policiais de trânsito dizem que é só por 3 meses e claro tentam ganhar uma gasosa se te pegam dirigindo além desse prazo.

Foi o que aconteceu com um amigo meu, que foi até parar na esquadra. Depois do susto ele foi reclamar na superintendência e lá lhe informaram que o Brasil e a Angola têm um acordo que permite aos brasileiros utilizarem a carteira de motorista brasileira enquanto seu visto de trabalho for válido...

Pelo sim, pelo não... Eu já tenho a minha Carta de Condução Angolana! O que foi muito fácil de conseguir, basta ir (com a pessoa certa, diga-se de passagem), até a central de trânsito, assinar um papel, deixar as digitais e claro pagar uma taxinha... Pronto em duas semanas você estará habilitado pra conduzir em Angola.

Devo ressaltar que legalmente você estará habilitado, mas na prática são outros quinhentos... Conduzir em Luanda é uma verdadeira aventura, (e tem gente achando que eu sou louca por pegar a estrada para Cabo Ledo, rs), não existe a menor noção do que seja condução defensiva nessa cidade. Não existe o menor respeito por placas e mãos de direção. Se os condutores fazem o que querem os pedestres não ficam atrás. As vezes penso que eles devem achar que são super homens e mulheres maravilha... Eles se jogam na frente dos carros como se ninguém pudesse atingí-los...

Depois de desaprender direção defensiva, ai sim você poderá transitar pela cidade. E conhecer mais uma das dores de cabeça do povo.... Abastecer a viatura... Quase não existem bombas (posto de gasolina), na cidade. E as que existem estão sempre lotadas a gente chega a gastar 40 minutos na fila.

Outro dia estava voltando do trabalho já só com o cheiro da gasolina e nao achava uma bomba nesse inferno e o trânsito daquele jeito... Quando finalmente achei o segurança fala que a bomba está fechada para troca de turno.

E eu lá vendo vários carros na fila. Disse com a aquela minha carinha de meiga (que no Brasil sempre funciona), mas eu não posso entrar na fila?

Ele: ... Ahhhh se tiver um café pode

Eu: Café? Mas como assim café?

Ele: Ah, café! Você sabe, né? Café...

Eu: Não eu não sei, o que é café? Eu não tenho café nenhum... O que acontece se eu entrar na fila?

Ele: Agente multa...

Dei meia volta e fui pra casa muito puta....

No dia seguinte voltei no mesmo posto, e lá se vão 40 minutos na fila e isso porque eram 6 horas da manhã...

Ai que saudades dos postos 24 horas de São Paulo com suas deliciosas lojinhas de conveniência, sempre prontas a te vender um chocolatinho, seus frentistas calibrando os pneus, lavando o vidro, checando a água e o óleo...

Hehehehe, tô aqui rindo sozinha!!! Eu sempre odiei ter de párar no posto para por gasolina, hehehehe quem diria que um dia eu ia sentir saudades disso, hehehehe

9 comentários:

fernando baião disse...

A menina de Angola precisa mesmo de umas boas e tranquilas férias. Vai descarregar todas essas malambas que acontecem em Luanda, e vai voltar com as baterias bem carregadas pronta para enfrentar mais umas temporadas neste nosso bonito país mas ainda cheio de problemas.

Maria João disse...

Ola Migas e Menina:

Praticamente desde o início do ano que me delicio a ler os vossos blogues, tanto pelas peripécias como pelas delícias gastronómicas. O motivo da descoberta foi o facto de ter sido convidada para trabalhar em Angola, sendo os vossos respectivos blogues uma fonte de informação.
Finalmente, depois de demoras e delongas, foi-me apresentado o contrato de trabalho, preparo-me para pedir o visto e levar o cocktail de vacinas. O convite era, primeiro para Luanda, mas alteraram-no para Lubango. Sobre Luanda, há muitas notícias sobre o seu quotidiano, dificuldades, belezas, vivências. Sobre o Lubango, não.
Conhecem alguém que esteja lá, como expatriado, e me possa falar sobre as condições de vida, infraestruturas, supermercados, facilidade ou não de abastecimento de víveres...o que é preciso levar daqui (Lisboa)?
Contam tanta coisa que me intranquilizo se não levar uma mala cheia de shampoos, géis de banho, pensos higiénicos, pastas e escovas dentífricas, lençóis, toalhas...Que faço? Vou viver para a chamada casa de trânsito, partilhada com colegas. Quanto se gasta por semana em comida, sem se ir a restaurantes, ou seja comprando na loja e cozinhando em casa?
Desculpem o trabalho, mas confio no juízo das duas pelo que tenho lido.
Se puderem responder, agradeço e ficam com uma amiga no sul de Angola, isto é se me decidir mesmo a ir.

Um abraço

Maria João

Menina de Angola disse...

Maria João,

Eu não conheço Lubango, mas pelo que eu sei é um lugar lindo!!! Muito melhor do que Luanda. Estou planejando ir para lá no próximo mês para conhecer.

Mas tenho certeza que por lá vc vai estar muito melhor do que em Luanda. Quanto a trazeres mil coisas de casa, eu trouxe sim, pq no Brasil é muito mais barato do que aqui. Em Luanda é tudo caro. Mas vc encontra de tudo sim. Por tanto, é uma escolha pessoal, as vezes é dificil encontrar aquela marca específica de shampoo e creme que vc mais gosta.

Eu gasto US$ 800 de comida por mês isso pq eu almoço fora, portanto tenho gastos a mais. Além disso, eu não faço economia com comida não. Adoro comprar porcariazinhas para comer.

Boa sorte e venha sem medo!!!!
Ah, deixe seu e-mail para nos falarmos.

Menina de Angola disse...

Fernando, eu preciso mesmo de férias.. olha, que a cada final de semana na praia eu volto outra, pena que só dura até terça as baterias novas, rs;;;

bj

andreia vendramini disse...

hahahaaha...amiga eu tbm detesto ir no posto de gasolina....toda vez penso pq o carro precisa de tanta gasolina...rsrsrsrsrs

bjus e saudades

Anônimo disse...

Parabéns pela iniciativa Menina de Angola. Li algumas matérias suas e achei muito interessantes. Para quem está pensando em ir para Angola então, nem se fala!!
Saúde. O Altíssimo nos guia sempre.
Satisfação.
Rodrigo - Rio de Janeiro

Luis Fernando disse...

Gosto muito do seu blog, venho frequentemente e dou boas risadas com tudo. Com relação a carta de condução, apesar de argumentar que o Brasil e Angola tem acordos de reciprocidade com relação as cartas de condução e que ainda não tinha tido tempo hábil para ir na central de trânsito também tive que pagar a "gasosa", o policial pediu na cara dura e levou Kwz$2000, que acho que é o padrão da gasosa aqui.
Parabéns pelo blog.

Roberta Garcia disse...

Boa noite. ..
Queridas. ..estou indo trabalhar em Luanda ate final de agosto/2014...
Gostaria de saber o que me espera por ai....rs

Bjs

Menina de Angola disse...

Olá Roberta, obrigada pela visita. Angola é um país a ser decifrado, algumas pessoas adoram outras não conseguem se adaptar. Isso depende muito da estrutura e espectativas que as pessoas levam junto com a bagagem, mas uma coisa é certa a experiência vai ser inesquecível. Como eu já sai de Angola faz 2 anos, sei que muita coisa mudou para melhor e o povo continua de uma alegria contagiante. Vá com o coração aberto e aproveite a experiência para conhecer ao máximo todo o país e sua cultura.

boa sorte