segunda-feira, 6 de junho de 2011

Restaurante da Rua 11



Quem costuma trafegar pela estrada que liga o talatona ao Benfica já deve ter notado uma infinidade de placas com setas indicando o caminho para o restaurante da rua 11.

O restaurante na verdade fica na rua 23 e é um excelente local para quem quer apreciar os quitutes da culinária angolana num verdadeiro restaurante angolano.

Localizado numa rua de chão batido no Benfica, tem aquele ar de almoço de domingo no quintal de casa. A decoração é simples com muitos panos africanos e esculturas de madeira, tudo muito limpo e organizado.

Os pratos são servidos no sistema de buffet, (coma quanto puder) o preço é fixo Kz 4.500, não é nada barato nem mesmo para os padrões angolanos.



Mas a comida de excelente qualidade compensa o preço. Na longa mesa do buffet você vai encontrar o famoso funge de milho e mandioca, muamba de carne seca e de galinha, peixe grelhado, feijão de palma , e o meu prato preferido da culinária angolana: muteta com carne seca.

A muteta é um bolinho feito da semente da abóbora, ele é servido com molho de tomate e carne seca, o do Restaurante da Rua 11 estava impecável.



Para quem gosta de se aventurar pelos sabores exóticos ainda é possível experimentar uma enorme quantidade de verduras como a kizaca que lá é preparada de várias formas diferentes.

O prato que mais chamou a atençao foi o catato, uma espécie de minhoquinha crocante e com muita pimenta. Não, eu não experimentei, prefiro ficar no funje com muteta e feijão de palma mesmo.(para quem quiser saber como é a cara do catato de um pulinho no blog do Afonso Loureiro)



Se você ficou com vontade de experimentar um pouco da culinária angolana num verdadeiro restaurante angolano é só seguir pela estrada do golf até a feira de artesanato do benfica, vire a esquerda na rua do BFA e siga reto até a Rua 23.

OBS: As fotos que ilustram esse post foram retiradas do site: http://viajar.sapo.ao
um ótimo local para encontrar informações sobre Angola.

5 comentários:

Afonso Loureiro disse...

Foi uma pena não experimentar o catato. Nos meus últimos meses em Angola tive a oportunidade de provar essas lagartinhas fritas.

Não sabem mal, mas admito que haja muitos que não sejam capazes de as comer pelo seu aspecto pouco convidativo.

Registei as minhas impressões aqui: Aerograma - Catato.

Menina de Angola disse...

Afonso, obrigada pela visita e pela contribuição. Coloquei um link para o seu post no texto.

m.Jo. disse...

E eu pensava que ousadia era comer churrasco de bode na Chicala...

Mariana Alcântara disse...

Oi!

Conheci seu blog através do site "Mundo Pequeno - Índice de blogs brasileiros pelo mundo" e adorei o que vi e li por aqui...

Se der venha me visitar também...

De Janeiro à Janeiro http://maryalcantaras.wordpress.com/

Att,

Mariana Alcântara

katyla silva disse...

Por acaso nunca fui a esse restaurante, + já ouvi falar...E achei o preço óptimo, comer quando puder por 4.500kz em Luanda? Isso é um milagre, já fui em sítios bem mas caros que esse e não comi tanto assim. Assim que puder vou dar um pulinho lá, e comer os quitutes da banda!