quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

Rui Duarte



Na última terça estive no Instituto Camões por indicação do Fazemos Acontecer, lá está a exposição do Rui Duarte, lindíssima. Pessoalmente não conhecia o trabalho desse antropólogo brilhante e fiquei muito impressionada, tanto pela qualidade da exposição, quanto pelo belíssimo trabalho que ele realiza.

A exposição vai até 20 de março, eu recomendo!

Após a exposição dei uma passada no teatro Elinga, pois me disseram que ele já havia fechado. Bem ele ainda não fechou, mas pelo que tudo indica desse mês não passa. A demolição daquele casarão já está marcada. Mais um que vai abaixo, assim como o que ficava bem em frente e que abrigava uma árvore encravada em uma das suas paredes. Um fato muito curioso que não tinha como passar despercebido.

O engraçado é que a árvore e o pequeno pedaço da parede continuam lá, não sei por quanto tempo, mas quem não viu é bom correr...

A memória arquitetônica está acabando e ainda tem uns anônimos que entram aqui para me xingar e falar que eu devia ir embora por ficar “falando mal de Angola”...

Bem se falar mal de Angola é defender mesmo que idealisticamente o pouco que resta da sua beleza arquitetônica então com certeza eu deveria mesmo estar bem longe...

A propósito, algumas pessoas deixam recados grosseiros e exigindo que eu me desculpe por uma ou outra coisa que escrevi. Gostaria de deixar claro que aqui só deixo as experiências que vivo, portanto não tenho de me desculpar por ter experiências diferentes dos demais. Sugiro que quem não concorde que escreva o seu próprio blog em vez de ficar me agredindo.

3 comentários:

Anônimo disse...

Minha querida
Se tantos passam no seu blog e não gostam....A mim foi-me recomendado.Seus olhos não são cegos, nem sua sabedoria.
Continua....
Continua por favor.
Você vê com a alma....aquilo que muitos transformaram em estômago cheio de «moamba ou calulo de interesses»
Bjo
Massaroca

Raulz!to disse...

Muito sábia sua amiga Massaroca. Como disse o imortal Jack London, um dia o homem aprenderá a caminhar por uma coisa mais valiosa e honrosa que seu próprio estômago. Go on!!

André disse...

Impressionante como esse Duarte se parece com o Lima Duarte. Diria que são irmãos, embora o Lima se chame Ariclenes Venâncio Martins.

Excelente seu blog.