terça-feira, 8 de março de 2011

Mães Internacionais


Dia 08 de março é o dia internacional da mulher, esse ano um pouco ofuscado pelo carnaval, mas não menos importante. Para comemorar a data topei participar de uma blogagem coletiva em homenagem as mulheres do mundo todo.

A iniciativa partiu do site Mães Internacionais , um projeto que reune mães brasileiras espalhadas pelo mundo todo. Eu como ainda não sou mãe estou ajudando a divulgar o site e aproveito para fazer uma homenagem as mães angolanas.

A mulher angolana é acima de tudo uma grande guerreira. As zungueiras como são conhecidas as mulheres que andam vendendo pelas ruas das cidades com grandes bacias nas cabeças, tiram o sutento da família.



Não é dificil encontra-las com um filho amarrado nas costas e outro na barriga, com um sorriso no rosto elas enxugam o suor e seguem na batalha um dia após o outro. Muitas vezes essas belas mulheres são vítimas de violência doméstica e o dinheiro suado é tirado para comprar bebida.

Mas a mulher angolana não abaixa a cabeça o tempo todo, elas também mostram a sua força, brigam pela sua família e por um futuro melhor para os seus filhos.


Hoje a mulher angolana conhece os seus direitos e luta por eles.

A OMA, (organização da mulher angolana) é um grande movimento de guerreiras angolanas que não aceitam mais a violência e a discriminação contra a mulher. Um movimento sério e legítimo que tem todo o meu apoio e respeito.


Angola passou por mais de 30 anos de guerra e muitas mulheres tiveram de ser pai e mãe ao mesmo tempo, educando, amando e sustentando seus filhos.


Num país onde a fome e a miséria ainda são tão marcantes e a criminalidade está ai batendo a porta transformar crianças em adultos dignos e de caráter não é tarefa fácil e só é possível com muito amor e dedicação das grandes guerreiras angolanas.

10 comentários:

Thais Miguele disse...

Pra ser zungueira tem que ter disposição, pra ser zungueira tem que ter habilidade...

Dani disse...

Lindo teu texto! forte.
Obrigada por atender meu convite.
Um grande abraço

Clarinha disse...

Parabéns pelo post de estreia! Muito legal! Abraços de uma mãe brasileira em Jacarta.

Menina de Angola disse...

Thais, com certeza! Obrigada pela visita.

Dani, foi um prazer participar de um porjeto tão bacana.

Clarinha, obrigada! Deve ser muito interessante morar em Jacarta, vc tem um blog também?

Carine disse...

E a gente que reclama dos nossos direitos?!! Quanta bravura a vida dessas mulheres. wGostei do teu post. Benvinda ao grupo,vou te colocar na lista. beijo no coraçao e feliz dia das mulheres p vc todos os dias. Carine

Ana Paula - Journal de Béatrice disse...

Emocionada com o seu post. Vc e a Clarinha deram o verdadeiro ângulo do porquê da existência do dia internacional da mulher, pois tanto na Angola quanto em Jacarta ha muito que reinvindicar. Parabéns e bem-vinda ao mães internacionais!

Menina de Angola disse...

Carine,

Obrigada!

Ana, infelizmente o mundo ainda é muito machista e a mulher tem de muito o que lutar para ter a tão almejada igualdade.

bj

Juliana disse...

Lindo post! Elas são realmente as mulheres angolanas são realmente fantásticas. E as brasileiras também.


Ei, vi seu comentário em nosso blog. Que bom que gostou do livro! Se tiver mais comentários depois, pode mandar.

Foi tudo corrido enquanto estivemos aí, mas lembro de ter entrado em contato com você, mas estavas em SP na época. Foi uma pena.

Suas postagens no blog me dizem o quanto Luanda mudou em tão pouco tempo depois que estivemos aí. Uma coisa louca.

Um beijo!

Josane Mary disse...

Oi, Tudo certinho?
Muito encantador o seu blog! E o encontrei no ‘Mundo Pequeno’ e vim fazer uma visitinha!
UM VIVA A TODAS AS ANGOLANAS!

Também sou expatriada; sai do Brasil em 2000, e desde 2003, moro na Holanda. (O choque cultural existe e acaba sendo benéfico - de uma maneira ou de outra -. Sou da opinão que existem coisas boas e ruins em qualquer lugar do planeta! Nós é que temos que ressignificá-las à nossa moda!)
Será uma alegria se visitar o meu cantinho virtual: http://josanemary.wordpress.com/mevrouw-jane/

Tenha um ótimo dia, aí na Angola!
Grande abraço!

Marilia disse...

Oi, meu nome é Marília, moro na Croácia e cheguei no teu blog através do Patifúndio. Muito interessantes teus artigos e posts!
Dou aulas, na faculdade aqui, de África Lusófona e fiquei muito interessada em saber como é a vida aí.Se puderes me passar alguma informação ficaria muito agradecida!
Feliz páscoa!
Marília