terça-feira, 21 de outubro de 2008

Praia de Santiago



Praia de Santiago no município de Cacuaco é conhecida não pelas suas águas calmas ou areias desertas, mas sim pelo grande cemitério de navios em que se transformou.

Eu não sei por que tantos navios vieram parar naquele lugar, talvez nosso amigo Fernando Baião possa esclarecer esse mistério, ou quem sabe a querida Massaroca que conhece bem essas paragens e sempre tem doces comentários a fazer.

Mas mistérios a parte, o lugar impressiona. São dezenas de navios enormes enferrujando na costa, uma paisagem que no mínimo é surreal em pleno século XXI.

Claro que para nós turistas, o lugar ganha um charme todo especial, mas o impacto ambiental que todo esse ferro deve causar no ecossistema marítimo não deve ser pouco, isso sem falar na perda econômica já que todo aquele ferro velho deve valer uma bela nota, isso é claro antes de se tornar uma ferrugem só...

Pesquisando na internet encontrei uma explicação para o cemitério de návios, no blog do Nuno Gomes existe a seguinte informação:

"Ao longe existem vários navios encalhados, uns dizem que durante a guerra velhos navios eram carregados com armas e depois encalhados aqui para descarregar. Outros dizem que quando os navios estavam em fim de vida eram trazidos para aqui para abater. Qual será a verdade? Talvez as duas sejam verdade, quem sabe. Felizmente ao que parece já proibiram de abater navios aqui. Pode ser que um dia estes sejam desmantelados e a paisagem volte a ser o que era."

14 comentários:

sato disse...

Boa tarde! Nice blog!

Anônimo disse...

Menina de Angola Bom dia! Sou frequentadora, admiradora do seu blogg! Logo que cheguei a Luanda e o descobri, passei a frequentá-lo. Se não for abuso, deixo aqui meu e-mail e se vc puder me enviar o seu o mesmo o msn, tenho mtas idéias aqui em Luanda, porém me sinto mto inoperante (vc deve me entender) por diversos fatores. Gostaria de atuar mais ativamente no sentido de fazer algo, fora da hora de trabalho. Entre em contato comigo, quem sabe não trocamos idéias. Abs,lizandrarh@gmail.com

Anônimo disse...

Acha querida?
Acha que num país onde a prioridade são as «misses» quando gente faminta e crianças carentes de tudo continuam sem nada, vai ser breve a importancia pela beleza dessa praia?
Acha que Angola, se importa com ambientalismo?
Um beijo
Massaroca

Anônimo disse...

e divino e afurtonado as cronicas de lobango a que escreve com desenvotura e entusiasmo! que esfinge de imagens e de cantigas sem som .obrigada por td .jinho da sempre comadre!

Afonso Loureiro disse...

O cemitério de navios em Cacuaco é como o abandono dos carros avariados na via pública. Se já não tem reparação, deixa para aí.

Angola importa tudo o que consome, mas, se houvesse uma siderurgia para reciclar todo este aço, estes navios já tinham sido desmantelados há que tempos!

eduardo disse...

Ola. Moro na Guatemala (Am. Central) e tenho grandes chances de mudarme para Luanda. Sou paulista e gostaria de ouvir sua opiniao. Sou casado e tenho um filho de 4 anos.

Abs

Anônimo disse...

Sandra
Que bom poder dar uma opinião acerca dos navios, através do Blog do Dr. F. Cangue, de quem sou leitora assídua o que não invalida que atentamente esteja presente também no seu seu Blog, (Menina de Angola) escrito com muita sabedoria e com um espírito de observação fantástico.
Quanto aos navios, quero dizer-lhe o seguinte:
- Quando Angola iniciou o seu processo de independência, o Porto de Luanda era dos Portos Africanos com maior movimento quer de barcos cargueiros, de cabotagem e mesmo de passageiros.
A independência chegou sem infra-estruturas locais a Angola para ser feita ordenadamente.
Foi como uma «ALUCINAÇÃO».
Não culpo os angolanos, mas sim os portugueses, que não souberam após 500 anos de colonialismo, deixar uma casa arrumada minimamente. A analogia que posso fazer, é deixar a casa arrumada para novos inquilinos entrarem. No porto, estavam muitos barcos, uns de grande porte, outros mais pequenos. Ficaram completamente ao abandono, sem tripulação e apenas ancorados. Talvez tenham chegado outros que não tiveram retorno. Com armas? Com alimentos? Não sabemos!
Angola viveu tempos muito duros de «Partido Único» no poder e sem contactos quase com o resto do mundo, além de uma guerra entre irmãos que a desgastou ainda mais.
Estou convencida que esses barcos foram retirados para o local onde se encontram, para não dar imagem de abandono e de despojos.
Estarei certa? Cheguei a ver muitos ancorados e ferrugentos nos anos de 1982 ao largo de Luanda.
Tem razão era um negócio, aproveitar o ferro velho e limpar o ambiente. Mas…………..dá lucro imediato? O ambiente é prioritário em Angola?
Vá observando com atenção.
Um abraço
Loma

Menina de Angola disse...

Eduado,

Cada caso é um caso e você tem de avaliar bem os detalahes como por exemplo:
1- Onde você vai morar? Aqui em Luanda você encontra praticamente tudo que tem no Brasil, boas escolas, bom hospital, bons restaurantes, cinema, boas praias próximas, algumas casas noturnas e bares, tem até um shopping no Talatona. Em compensação o trânsito é terrível, tem muita gente e muita sujeira uma boa dose de violência como em qualquer cidade grande, mas no fim das contas se vive bem.

Se você vai ter toda infra-estrutura da empresa eu diria venha. Caso contrário pense duas vezes...

Um abraço, se quiser saber de alguma coisa mais específica me mande o seu e-mail.

Biliana disse...

Outra noticia triste sobre essa praia é que esta a morrer mta gente la...

Tristeza

Henrique disse...

Parabenizá-la pelo seu blog torna-se um lugar comum mas não quero deixar de o fazer.Já há algum tempo que "a" leio com muita atenção e reparo que são já um número considerável os "seguidores" que a acompanham e enriquecem mais ainda o seu blog com válidos comentários.
Quanto a esta praia de Santiago (apelidade de "Sarico" pelos locais) foi para mim também um grande choque. Ambientalmente falando é um crime.
Qualquer que seja a explicação para a sua permanência naquele local, a verdade é que já teriam de ter dalí saído, embora neste país existem muitas outras emergências que são igualmente descuradas.

Grande beijinho

Henrique disse...

"Menina de Angola", este não é e não será nunca um blog sobre o tema futebol. Não deixarei de fazer algum curtos comentários sobre o tema, no entanto faço-o dentro do contexto que teria por exemplo numa conversa de café entre amigos.Não porque tenha qualquer aspiração a comentador desportivo mas porque a ideia deste blog nasceu precisamente numa dessas conversas de amigos e com estas pequenas abordagens desejo apenas colmatar a distância física agora presente.
Ainda quanto ao tema futebol lamento não poder desejar-lhe boa sorte para o seu S. Paulo enquanto for matemáticamente possível o meu...Grêmio aspirar a esse mesmo título do "brasileirão".
Quanto a Angola, esse sim o prato forte de nossos blogs, vamos sim desbravar caminho, conhecer e dar a conhecer este país maravilhoso.

Um bem haja

Timoteo Ramos disse...

Prezados Saúde e Paz!!
Sou Brasileiro da Cidade do Recife , Estado de Pernambuco. Já tentei de varias formas contatos com Alguma Autoridade do Governo de Angola Para Juntos Fazermos uma parceria, em Projeto de Grande Porte de Geração de Emprego e Renda Para o Povo de Angola. Fico ao vosso dispor para Dúvidas e ou Esclarecimentos, sem mais no momento , Forte Abraço , Timotéo Ramos.
timoteoramos@yahoo.com.br
Fones ( 081) 9661-9166 / 9448-7337
Recados: 3325-0772.

Timoteo Ramos disse...

Prezados Saúde e Paz!!
Sou Brasileiro da Cidade do Recife , Estado de Pernambuco. Já tentei de varias formas contatos com Alguma Autoridade do Governo de Angola Para Juntos Fazermos uma parceria, em Projeto de Grande Porte de Geração de Emprego e Renda Para o Povo de Angola. Fico ao vosso dispor para Dúvidas e ou Esclarecimentos, sem mais no momento , Forte Abraço , Timotéo Ramos.
timoteoramos@yahoo.com.br
Fones ( 081) 9661-9166 / 9448-7337
Recados: 3325-0772.

Timotéo Ramos disse...

Tenho a soluçaõ para os Navios Abandonados da Praia de Santiago.
Com parceria com o Governo de Angola , Para Gerar Emprego E Renda para o Povo Local com Possibilidade de Mais de Mil empregos Diretos e Indiretos, trazendo um Bem Estar Social e Economico Pra Regiaõ, e para o Ecossistema , dispoluindo as praias e trazendo um novo e belo visual para Região.
Fico no aguardo para duvidas e ou escvlarecimentos.
Timoéo Ramos.
Brasil, Recife Pernambuco.
Fones: 081 9661-9166 / 9448-7337.
email: timoteoramos@yahoo.com.br