terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Festas Felizes



A poucos dias do natal em Luanda só se fala do Can. Que o Pai Natal riscou grande parte da África de seu caderninho de entregas todo mundo sabe, mas não esperava ver tanto dinheiro sendo jogado fora por conta de um campeonato de futebol.

Nas ruas a gente até vê uma certa movimentação natalina, as zungueiras agora além de frutas vendem brinquedos, os vendedores de fárol, na cidade que não tem fárol, vendem luzinhas chinesas, mesmo sabendo que a energia vai a todo momento…

Quando se anda pelo meio das musseques a gente vê grandes barracas de brinquedos usados sendo vendidos, as crianças olham de rabo de olho, mas poucas delas vão garantir a sua prenda.

Aliás ser criança por aqui não é nada fácil, nem pra ricos nem pra pobres. Angola simplesmente não tem nenhuma opção de lazer para os pequeninos, as praças que foram criadas no meio da Samba não tem nenhum playground, só equipamentos para os marmanjos se exercitarem.

Não existem parques nem pracinhas infantis, o jeito mesmo é exercitar a imaginação, felizmente isso elas ainda têm para dar e vender.

Enquanto o Pai Natal não chega o jeito é brincar de faz de conta.


Brincar de boneca com a irmã mais nova…


Brincar de bóia com o tronco de árvore…


Brincar de carrinho com as latinhas…


Brincar de Carrão com o pneu velho…

Eu fico me perguntando quantos milhões de dólares não custaram as campanhas do Can que passam na TV, as bolas e palancas do Can que foram espalhadas pela cidade, isso é claro sem falar dos placares eletrônicos com a contagem regressiva. Tanto luxo pra que??? Se metade das crianças do país não vão ganhar nada no natal.

As obras que estão sendo feitas em virtudo do Can, até dá pra aceitar, afinal quando o Can acabar todo mundo vai se beneficiar delas (reforma do aeroporto 4 de fevereiro, mais do que na hora, ampliação da Rocha Pinto, não precisa nem dizer o quanto é bem vinda, e claro os estádios…). Agora o disperdício em propaganda e enfeites do Can, a isso já é demais pra qualquer cristão que olhe em volta…

Porque em vez de Palancas e bolas gigantes eles não fizeram miniaturas e deram de presente para as crianças no Natal? A propaganta estava feita do mesmo jeito e com certeza com muito mais eficiência…

Outro dia uma expatriada me disse que Angola não é um país para crianças, começo a achar que ela está mesmo cheia de razão.

Se não se pensa nas crianças como esperar que os adultos do futuro mudem alguma coisa?

Só me resta desejar Festas Felizes e um 2010 mais que especial a todas as crianças angolanas!

11 comentários:

Logunwa Erin Epega disse...

Enfim, vou mesmo para Luanda. Sairei de São Paulo próximo dia 7 de janeiro. Não sei quase nada sobre onde vou morar, bairro, etc. Mas estou com uma pessoa de confiança. Não estou numa "roubada". Vou trabalhar com editor do programa "Revista África", apresentado por Lesliana, que vai ao ar pela Globo International. Você já assistiu? De qualquer modo, para viver em Angola, eu precisarei da ajuda de pessoas como você. Espero que possamos nos conhecer. Abraços.

Edu Gehrke
eduardogehrke@yahoo.com

polittikus disse...

Pois, mas não penses que é só em Angola que isso aconece. Na Europa é a mesma coisa.

Logunwa Erin Epega disse...

Minha mudança para Luanda no próximo dia 7 de janeiro tornou-se uma realidade. Preciso muito da sua ajuda.

eduardogehrke@yahoo.com

Astrid disse...

Olá. Só para te dizer que literalmente viajei nas linhas do blog... O que é mais incrível é que a gente se encanta e se admira com o que o outro relata, mas nem sempre admira. Eu li a respeito da tal atinha de coca-cola e dreação alérgica e fiquei pensando que epois dali, o blog iria virar um muro de lamentações, mas ainda bem que eu me desiludi. Não sei de onde vc tirou forças, mas realmente vc é surpreendente...

Vou voltar por aqui.

Beijos e Feliz 2010!

Anônimo disse...

Grande texto, boas fotos, ótima composição... como sempre! Feliz Ano Novo, minha querida! (Raul)

Joaquim Angelo disse...

Um pouco por todo o mundo as crianças são as maiores sofredoras das asneiras que os adultos praticam...Por toda a África é assim essencialmente em Angola, mas um pouco, também por todo o mundo.Até na rica Europa...Eles comem tudo...

Joaquim Angelo disse...

Um pouco por todo o mundo as crianças são as maiores sofredoras das asneiras que os adultos praticam...Por toda a África é assim essencialmente em Angola, mas um pouco, também por todo o mundo.Até na rica Europa...Eles comem tudo...

Izoton disse...

OI, Sandra
- Como foi que você foi parar aí em Angola, menina?
- O seu blog, que é bem interessante, e bem humorado. Deu para mim conhecer um pouco dessa terra sofrida, mas valente.
- O meu blog é basicamente piadas. E espero que você não fique chateada com as minhas brincadeiras com vocês (mulheres) e com os portugueses. Contudo nós brasileiros temos muito carinho pelos portugueses, mas principalmente pelas portuguesas – Rrssss...
- Que Deus a abençoe, muito e sempre.
- Um carinhoso abraço.
Izoton

O meu blog:
http://blig.ig.com.br/luizizoton

Bárbara Borges disse...

Também acho. Não é só em Angola.

melro disse...

olá!
ando, curiosa, a ver os blogues da concorrência, noutras categorias. parei agora neste e gostei. gostei da perspectiva vista de dentro que nos dá, também das fotos. com um filho sou particularmente sensível à falta de cuidados, sobretudo no que toca às crianças. em Portugal há muita gente no limiar da pobreza e também pouco se faz a nível social, com tendência piorar. que um dia todas as crianças, os futuros adultos, tenham as mesmas oportunidades, é também o meu sonho!

um abraço, e pode contar com o meu voto!

melro disse...

olá!
ando, curiosa, a ver os blogues da concorrência, noutras categorias. parei agora neste e gostei. gostei da perspectiva vista de dentro que nos dá, também das fotos. com um filho sou particularmente sensível à falta de cuidados, sobretudo no que toca às crianças. em Portugal há muita gente no limiar da pobreza e também pouco se faz a nível social, com tendência piorar. que um dia todas as crianças, os futuros adultos, tenham as mesmas oportunidades, é também o meu sonho!

um abraço, e pode contar com o meu voto!